segunda-feira, 13 de março de 2017

DIA INTERNACIONAL DA MULHER COMEMORADO NA CASA DOS DIREITOS COM DOCUMENTÁRIO

O Dia Internacional da Mulher, que se comemora a 8 de Março, foi comemorado na Casa dos Direitos com a exibição do documentário Roda de Mulheres da Guiné-Bissau, que integra um depoimento de Carmen Pereira, meses antes do seu desaparecimento:



O evento contou com a presença de membros de organizações da sociedade civil, assim como de organizações internacionais e de outras individualidades. O debate foi muito profícuo e contou com depoimentos de jovens rapazes e raparigas que partilharam experiências sobre a situação das mulheres no país.



quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

PROJECTO DIREITOS DOS DETIDOS ENCERRA
COM SESSÃO DE DEBATE NA CASA



No passado dia 26 de Janeiro, a Casa dos Direitos acolheu a sessão de encerramento do projecto "Prisioneiro tene balur", que visa a reinserção social dos prisioneiros guineenses.

O projecto foi desenvolvido pela ONG italiana Manitese, em parceria com a GEIOJ, ADIM, ENGIM e co-financiamento da União Europeia.

A sessão contou com a participação de cerca de 40 convidados, entre membros de organizações da sociedade civil nacionais e internacionais, além do Representante do Ministério da Justiça, João Rodrigues, a Representante da UE junto da Guiné-Bissau, Cristina Pol, o Representante da Associação Reclusos Renascer, Juca Taborda, e do Coordenador do projecto, Riccardo Mulas.

Diferentes técnicos dos estabelecimentos prisionais de Bafatá e Mansoa, de áreas como orientação jurídica e psicossocial, apresentaram os resultados do projecto durante a sessã, a que se seguiu o debate.

O projecto realizou cursos profissionais internos nos estabelecimentos de Bafatá e Mansoa, em áreas como a alfabetização, a pecuária, a serralharia, agricultura e padaria.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

PRÉMIO JORNALISMO E DIREITOS HUMANOS ENTREGUE
NO DIA INTERNACIONAL DOS DIREITOS HUMANOS

Já são conhecidos os resultados da 3.ª edição do Prémio Jornalismo e Direitos Humanos, uma iniciativa do Observatório dos Direitos.


























Os vencedores são:
1. Categoria de Rádio, âmbito nacional ou comunitário: Djibril Mandjam, Jornalista da Radio comunitária Voz de Quelelé, com o trabalho intitulado “ O Direito a educação na Guiné-Bissau”
2. Categoria de Televisão, âmbito nacional ou comunitária: Fatumata Binta Camará – Jornalista da TV Kelelé, com o trabalho intitulado “Casamento forçado e precoce”
3. Categoria de Imprensa Escrita: Aissato Só, Jornalista do Jornal O Democrata, com o trabalho intitulado “Mulheres de Guiledji sentem-se abandonadas à morte pelo Estado guineense”
































Os prémios foram entregues no passado dia 10 de Dezembro, numa sessão de comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos, que teve lugar no Estádio Lino Correia, em Bissau.